• William Guey

Reposição de peças para manutenção com impressão 3D



Com a popularização da tecnologia de impressão 3D no mercado brasileiro, cada vez mais indústrias e empresas procuram soluções em peças de reposição e estoque utilizando a tecnologia de impressão 3D


Nos últimos 2 anos houve um aumento de demanda significante em relação à procura impressão 3D para peças de reposição em maquinários como equipamentos de manufatura, setor de energia, reparo automotiva e muito mais – Caio Vilela, Cofundador da Print It 3D

Hoje vamos falar em 3 pontos principais em relação à manutenção usando impressão 3D


1. Trazer um equipamento de volta ao serviço mais rapidamente

2. Prolongar vida útil do ativo com impressão 3D

3. Estoque de peça de reposição flexível



1. Trazer um equipamento de volta ao serviço mais rapidamente


A impressão 3D ajuda a manutenção na redução do tempo de parada, aumentando a disponibilidade de peças de reposição ou reparos - em muitos casos a um custo menor e com um tempo de entrega mais rápido.

Para a indústria, produzir peças de reposição e ferramentas mais rapidamente significa aumento do tempo de atividade da máquina e menos interrupções na produção. Para os consumidores, significa menos tempo de espera para que alguém conserte um carro ou aparelho.


Por exemplo, um caso real da Print It 3D,


Impressão 3D de peças de reposição para equipamentos -- Veja mais


Uma empresa estatal brasileira estava buscando uma forma de colocar os equipamentos de apoio de volta ao serviço, porém há um adaptador que não haveria disponibilidade de estoque por estar fora de linha de produção do fabricante, a empresa procurou a Print It 3D e foi possível de criar uma alternativa com impressão 3D para que os equipamentos voltassem ao serviço










2. Prolongar vida útil do ativo com impressão 3D


Se mantidos adequadamente, os ativos podem operar por muitos anos. Mas inevitavelmente, uma máquina se tornará obsoleta e as peças de reposição podem ser difíceis de encontrar ou muito caras para encomendar.

A fim de enfrentar tais desafios, as empresas, onde os ativos normalmente servem por muitos anos, como aeroespacial e petróleo e gás - buscam novas maneiras de produzir peças de reposição obsoletas mais rapidamente e de forma mais econômica.




A impressão em 3D está se tornando uma das tecnologias que pode resolver tais problemas. É uma tecnologia de fabricação digital, o que significa que ela depende de fluxos de trabalho digitais e não requer ferramentas adicionais, como moldes, para criar uma peça.

Sem a necessidade de tais ferramentas, a impressão 3D pode reduzir significativamente o tempo de fabricação de peças de reposição obsoletas, em alguns casos em até 95%. O processo também é frequentemente acoplado à engenharia reversa, particularmente quando o projeto original de uma peça foi perdido.


3. Estoque de peça de reposição flexível


A base de fornecimento de materiais de manutenção e reparo é altamente fragmentada, devido à natureza de peças especializadas para equipamentos variados. A aquisição de tais peças frequentemente vem com longos prazos de entrega, um desafio para os fabricantes que precisam ter acesso imediato a peças de reposição ou ferramentas.



Uma impressora 3D oferece a capacidade de imprimir peças de reparo sob demanda e mais perto do ponto de necessidade, reduzindo o tempo de entrega, bem como os custos logísticos.

Isto é particularmente benéfico para locais remotos como plataformas marítimas, campos de batalha e navios, onde o fornecimento de peças de reposição é limitado ou onde os problemas logísticos podem causar atrasos.

Manter um estoque de peças de reposição não é barato: os preços podem chegar a milhares de dólares por ano apenas para manter um armazém cheio de peças de reposição. Algumas peças são caras, e as empresas só precisam manter um par de peças sobressalentes à mão para evitar paradas de máquina.


Veja um exemplo de manutenção e gestão de estoque de peça de reposição da Print It 3D

Impressão 3D em engenharia – Projeto caixinhas


Para tais peças, a impressão em 3D pode fornecer uma solução na forma de um inventário digital. A impressão em 3D requer arquivos digitais para produzir uma peça, portanto, uma vez aprovado o projeto, ela pode ser armazenada em um catálogo de peças virtuais em um disco local, em um disco central ou até mesmo na nuvem.

Em um mundo ideal, os inventários virtuais permitirão aos fabricantes enviar arquivos digitais para suas instalações de produção, em qualquer parte do mundo, para produção sob demanda, reduzindo custos e economizando uma quantidade considerável de recursos.

Desta forma, a criação de inventários digitais oferece uma abordagem ágil para a manutenção, permitindo às empresas obter custos de inventário mais baixos e garantir que as peças sejam entregues em um período de tempo mais curto.


Veja mais Artigos da Print It 3D

Peças de carro impressas 3D Impressão 3D de instrumentos Impressão 3D e a inteligência artificial Impressão 3D na Medicina Impressão 3D de engrenagem – Guia, dicas e técnicas Impressão 3D de relógios – Estudo de caso Impressão 3D de maquetes para arquitetura e construção civil